quinta-feira, 13 de junho, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Comerciante mata esposa e procura vizinho sargento para se entregar em Água Boa; o crime teria sido por desconfiança

O marido dela L. P. F. de 35 anos, se entregou a polícia e confessou o crime.
Por Água Boa News.
| Atualizado em 02/09/2018 às 23h55

A professora Patrícia Alves da Silva, de 37 anos, foi morta a facadas na noite de sexta-feira 31 de agosto. Ela era diretora da Escola Municipal de Educação Infantil Giselda Trentin no Bairro Vila Nova em Água Boa.

Ela foi levada para o Hospital Regional, por populares, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O marido dela L. P. F. de 35 anos,  se entregou a polícia e confessou o crime.

 

Segundo informações que consta no Boletim de Ocorrência da Polícia Militar logo após o crime ele foi para a casa de um policial militar vizinho onde chegou dizendo ter feito um besteira e que queria pagar pelo erro. Também relatou que trabalha como caminhoneiro e tinha acabado de chegar de viagem na residencia do casal quando houve uma discussão. Ele disse que iria pegar o seus pertences para ira para a casa de sua genitora quando a vitima empurrou e disse que não iria entrar em sua residência, momento este foi até o seu veiculo que estava estacionado na porta e pegou a referida faca e desferiu as facadas. Ele disse a policia que o crime teria sido passional e que  tinha duvidas sobre a fidelidade da professora.

O crime abalou a população de Água Boa, pois ambos são pessoas muito bem relacionadas na cidade e região.

 

O corpo foi velado na Casa Mortuária e o sepultamento será às 17h no Cemitério Municipal.
 
Atulizado às 17h07  –  O Corpo foi sepultado às 17h na presença de centenas de pessoas,  amigos parentes e colegas de trabalho.

PUBLICIDADE

No data was found