quarta-feira, 29 de maio, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Equipes da Sema aplicam R$ 1,6 milhão em multas por desmate ilegal em Canarana e Água Boa

Fiscalização foi feita pela regional de Confresa da Sema-MT, em parceria com a Polícia Militar
Por ASSESSORIA SECOM
| Atualizado em 16/05/2023 às 09h22

Operação conjunta realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e Polícia Militar de Mato Grosso resultou na aplicação de mais de R$ 1,6 milhão em multas e na apreensão de máquinas que eram utilizadas em desmatamento ilegal, nas cidades de Canarana e Água Boa, na região leste de Mato Grosso. 

Entre os dias 1º e 15 de maio foram fiscalizadas 11 propriedades no âmbito da Operação Amazônia, conduzida pela regional de Confresa para combate a crimes ambientais em Mato Grosso.

A maioria das multas aplicadas, um total de R$ 1,5 milhão, foi por descumprimento de embargo, ou seja, reincidência de desmatamento ilegal na mesma área autuada anteriormente. 

A operação também resultou na apreensão de seis máquinas, sendo cinco tratores de pneu e um trator esteira. Edivaldo Soares Silva, diretor da regional de Confresa, da Sema, explica que retirar os equipamentos do local impede a continuidade dos danos ambientais, desestimula a reincidência e descapitaliza o infrator.

Ainda, foi apreendida uma picape Strada, modelo Adventure, que dava apoio às ações ilegais, uma carretinha reboque, um motor gerador de energia e uma motosserra. 

A regional de Confresa tem a atribuição de fiscalizar e licenciar empreendimentos em 13 municípios do nordeste de Mato Grosso: Confresa, Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia, Canabrava do Norte, Luciara, Novo Santo Antônio, Porto Alegre do Norte, Santa Cruz do Xingú, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, São José do Xingú, Serra Nova Dourada e Vila Rica. 

A Operação Amazônia continua com cerca de 200 servidores em campo e equipes de monitoramento remoto para promover a responsabilização de infratores. Em caso de desmatamento ilegal, as áreas serão embargadas, serão aplicadas multas, e maquinários apreendidos. O Estado atende denúncias enviadas pela população pelo telefone: 0800 065 3838 e WhatsApp: (65) 99321-9997.

PUBLICIDADE

No data was found