terça-feira, 23 de julho, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Publicidade

Fisioterapeuta é encontrada morta com pés e mãos amarrados após carro capotar

Com o capotamento do veículo, o corpo da mulher que estava com pés e mãos amarrados foi arremessado para fora
Por G1- GO
03/10/2023 às 09h03
| Atualizado em 03/10/2023 às 09h49
2023100309454974be16979710d4c4e7c6647856088456814178573990303

Fisioterapeuta Larissa Araújo, de 25 anos, foi morta e teve o corpo arremessado de carro durante capotamento, em Goiás (Reprodução/Redes sociais)

Um assassinato foi descoberto de maneira inusitada na BR-060, em Rio Verde, Goiás. Um carro capotou e um corpo, que tinha pés e mãos amarrados e estava enrolado em um lençol, foi arremessado para fora. O motorista saiu correndo pela rodovia, mas acabou preso logo depois e disse que receberia R$ 100 para ocultar o cadáver. A vítima é a fisioterapeuta Larissa Araújo, de 25 anos.

O caso aconteceu na segunda-feira (2). A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal foram acionadas após o acidente. No local, os agentes encontraram o carro capotado, que levava um botijão de gás e uma televisão, e um corpo que estava nas proximidades.

A vítima estava enrolada em um lençol, o que indicava que já estava morta antes do acidente. O Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo, que será submetido a exames para comprovar as causas da morte.

 

(Foto: Instagram – site Jetss)A fisioterapeuta, Larissa Araújo, de 25 anos, foi encontrada morta na BR-060, em Rio Verde, Go

iSegundo o site G1, o motorista do veículo, Jerfeson Erivaldo da Silva Nascimento, foi preso logo depois e contou que recebeu R$ 100 de um ex-namorado da fisioterapeuta para ocultar o corpo dela. Ele não deu detalhes sobre as circunstâncias da morte de Larissa e depois entrou em contradição nos depoimentos.

O delegado Adelson Candeo, responsável pelas investigações, disse que investiga o envolvimento do ex-namorado da vítima, que chegou a ser ouvido e foi liberado. Por enquanto, a suspeita é que Silva tenha invadido a casa da vítima para roubá-la, a assassinou e fugiu levando o carro dela e o corpo.

“Esse carro era dela, estava na garagem. Os objetos que estavam dentro também eram pertences dela. Acreditamos na possibilidade de ter entrado na casa para fazer um furtar, acabou progredindo para um estupro e retirou o corpo do local para evitar provas”, contou o investigador.

Nenhuma ligação com a vítima

Silva é natural do Rio Grande do Norte e cumpria pena pelo crime de roubo. O delegado ressaltou que ele não tinha nenhum tipo de relacionamento com Larissa. “Ninguém mais esteve na casa da vítima neste dia. Ele foi o único a ser visto saindo da casa”, disse Candeo.

O delegado informou, ainda, que a polícia apura se a fisioterapeuta foi violentada sexualmente, já que uma análise inicial identificou a presença de material genético masculino no corpo dela. Caso o DNA comprove a questão, Silva poderá ser indiciado, além da morte, pelo crime de estupro.

A defesa do suspeito não foi encontrada para comentar o assunto até a publicação desta reportagem.

Publicidade

Destaques

Canarana MT, Polícia
Justiça em Canarana: Homem de 20 anos é indiciado por estupro e morte de bebê de sete meses
Polícia
Forças de segurança fazem trabalho minucioso para desvendar morte de filha de deputado, destaca secretário
Polícia
Ex-marido da filha do deputado Gilberto Cattani morta em MT se apresenta à polícia e é ouvido
Polícia
Polícia Militar frustra tentativa de homicídio e prende três pessoas em Barra do Garças
Outras Notícias
Workshop Produtor Rural do Sicoob debate futuro do agronegócio brasileiro
Canarana MT, Polícia
Acidente grave na MT-020 deixa vários feridos em Canarana

Publicidade

Notícias Relacionadas

fc28c31f5d4ea88420dc1a73f474e34d

Destaque

Justiça em Canarana: Homem de 20 anos é indiciado por estupro e morte de bebê de sete meses

19/07/24 18:49
19071749_WhatsApp_I

Destaque

Forças de segurança fazem trabalho minucioso para desvendar morte de filha de deputado, destaca secretário

19/07/24 16:48
19071156_62d145d2b1

Destaque

Ex-marido da filha do deputado Gilberto Cattani morta em MT se apresenta à polícia e é ouvido

19/07/24 16:38