quinta-feira, 30 de maio, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Publicidade

Pavimentação da BR-158 ainda não começou sete meses após ordem de serviço; Mendes vai cobrar bancada

Por Olhar Direto.
09/04/2024 às 16h24
| Atualizado em 09/04/2024 às 16h24
amp-amp-br-1588
Reprodução

Em setembro do ano passado, o governador Mauro Mendes (UNIÃO), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e o ministro dos Transportes, Renan Filho, estiveram em Porto Alegre do Norte participando do ato de assinatura da ordem de serviço para a pavimentação da BR-158, na região do Vale do Araguaia.

Esperada por décadas pela população da região, em especial pelos produtores rurais, ao todo a obra vai asfaltar cerca de 195 km em um contorno da Terra Indígena Xavante Marãiwatsédé.

Sete meses depois, no entanto, as obras sequer foram iniciadas. Quando questionado sobre a demora na execução dos trabalhos, o governador afirmou que vai cobrar da bancada federal para que eles pressionem o governo federal. Ele pontuou ainda que fará uma cobrança amigável ao ministro Renan Filho, caso ele não tenha conhecimento da situação.

“É uma boa pergunta para a nossa bancada federal [a demora do início das obras], para os nossos senadores, para os nossos deputados federais, porque cabe a eles fiscalizar o governo federal”, comentou

 “Eu só posso fazer uma cobrança amigável, em bom termo, e vou fazer ao ministro Renan, que é um grande ministro, tenho certeza que deve estar tomando alguma providência, se ele tem ciência. E se não tem ciência, eu vou dar essa ciência a ele e vou pedir também para que a bancada federal o faça, porque é dever da bancada federal fiscalizar e contribuir também com o governo federal”, completou.

A BR-158 é considerada um importante corredor logístico que escoa a produção mato-grossense para o restante do país, além de melhorar os deslocamentos da população. Pela rodovia passa produção de soja, milho e algodão que são exportados para o mercado internacional.

A autorização para o início da obra foi possível com a renovação da Licença de Instalação, emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e com recursos do novo Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

Publicidade

Destaques

Outras Notícias
Frio não acabou! Temperaturas vão despencar nos próximos dias em Cuiabá
Outras Notícias
Mais de 46 mil estudantes da UFMT e do IFMT já foram afetados desde anúncio de greve
Política
Primeira-dama de Água Boa, Juliana Kolankiewicz é empossada Deputada Federal
Polícia
Motorista embriagado que atropelou e matou homem em rotatória em Água Boa é condenado a 14 anos de prisão
Canarana MT, Polícia
PJC identifica autores de furto a restaurante em Canarana
Outras Notícias
Inscrições para o Enem 2024 começam hoje

Publicidade

Notícias Relacionadas

BEBIDA

Destaque

Motorista embriagado que atropelou e matou homem em rotatória em Água Boa é condenado a 14 anos de prisão

29/05/24 10:32
24052024012819

Destaque

PJC identifica autores de furto a restaurante em Canarana

27/05/24 12:40
FOTO-VIDA-N

Destaque

Suspeito volta a invadir Casa Paroquial em Canarana pela segunda vez

27/05/24 11:55

Publicidade

Pavimentação da BR-158 ainda não começou sete meses após ordem de serviço; Mendes vai cobrar bancada

Por Olhar Direto.
09/04/2024 às 16h24
| Atualizado em 09/04/2024 às 16h24
amp-amp-br-1588
Reprodução

Em setembro do ano passado, o governador Mauro Mendes (UNIÃO), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e o ministro dos Transportes, Renan Filho, estiveram em Porto Alegre do Norte participando do ato de assinatura da ordem de serviço para a pavimentação da BR-158, na região do Vale do Araguaia.

Esperada por décadas pela população da região, em especial pelos produtores rurais, ao todo a obra vai asfaltar cerca de 195 km em um contorno da Terra Indígena Xavante Marãiwatsédé.

Sete meses depois, no entanto, as obras sequer foram iniciadas. Quando questionado sobre a demora na execução dos trabalhos, o governador afirmou que vai cobrar da bancada federal para que eles pressionem o governo federal. Ele pontuou ainda que fará uma cobrança amigável ao ministro Renan Filho, caso ele não tenha conhecimento da situação.

“É uma boa pergunta para a nossa bancada federal [a demora do início das obras], para os nossos senadores, para os nossos deputados federais, porque cabe a eles fiscalizar o governo federal”, comentou

 “Eu só posso fazer uma cobrança amigável, em bom termo, e vou fazer ao ministro Renan, que é um grande ministro, tenho certeza que deve estar tomando alguma providência, se ele tem ciência. E se não tem ciência, eu vou dar essa ciência a ele e vou pedir também para que a bancada federal o faça, porque é dever da bancada federal fiscalizar e contribuir também com o governo federal”, completou.

A BR-158 é considerada um importante corredor logístico que escoa a produção mato-grossense para o restante do país, além de melhorar os deslocamentos da população. Pela rodovia passa produção de soja, milho e algodão que são exportados para o mercado internacional.

A autorização para o início da obra foi possível com a renovação da Licença de Instalação, emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e com recursos do novo Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

Publicidade

Destaques

Outras Notícias
Frio não acabou! Temperaturas vão despencar nos próximos dias em Cuiabá
Outras Notícias
Mais de 46 mil estudantes da UFMT e do IFMT já foram afetados desde anúncio de greve
Política
Primeira-dama de Água Boa, Juliana Kolankiewicz é empossada Deputada Federal
Polícia
Motorista embriagado que atropelou e matou homem em rotatória em Água Boa é condenado a 14 anos de prisão
Canarana MT, Polícia
PJC identifica autores de furto a restaurante em Canarana
Outras Notícias
Inscrições para o Enem 2024 começam hoje

Publicidade