segunda-feira, 15 de abril, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

PM alega ter romance e espanca mulher e namorado em Canarana

..
Por Folha Max
| Atualizado em 13/09/2021 às 12h56

Foi preso na última quinta-feira (09), um policial militar, acusado de ameaçar e agredir um casal no bairro Jardim Tropical, em Canarana (606 km da Capital). O militar é lotado no município de São Felix do Araguaia (1.150 km de Cuiabá) e alega que tinha um romance com a mulher.

De acordo com o boletim de ocorrência, o casal chegava em casa de carro, por volta das 6h30, quando a mulher reconheceu o policial, que estava na companhia de outro homem em uma moto em frente à residência.

A mulher pediu que o namorado não parasse. Ele, então, seguiu com o veículo, mas acabou sendo perseguido pelos suspeitos. Após determinado tempo, quando já não ‘viam’ mais o policial, o rapaz deixou a namorada em casa, porém, percebeu que estava novamente sendo perseguido pelo PM, que agora estava numa caminhonete.

O rapaz voltou e estacionou o carro na frente da casa da namorada, onde foi abordado pelo policial, que estava armado com uma espingarda calibre 12. O PM atacou o homem com socos no peito e golpes com a lateral na arma nas costas da vítima.

Em seguida, o militar invadiu a casa da mulher e começou a xingar e fazer ofensas. O rapaz questionou o que estava acontecendo e por que o PM estava causando aquela situação. Então, o acusado respondeu que 'tinha um romance com ela e que se ele não ficasse quieto o negócio ia ficar feio para o lado dele'.

A mulher ameaçou denunciar o militar, que pegou a chave da casa, prendeu as vítimas e fugiu.

Após a fuga do acusado, o casal acionou a polícia, que compareceu ao endereço, ouviu as vítimas, testemunhas e saiu a procura do acusado. Ele foi encontrado, teve arma e munições apreendidas e todos os envolvidos encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidos pelo delegado de plantão.

Além do processo criminal, o policial militar também deverá ter a conduta apurada pela Corregedoria da instituição e poderá enfrentar um Processo Administrativo Disciplinar (PAD). 

PUBLICIDADE

No data was found