sexta-feira, 21 de junho, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Mapa diz que não há previsão para fim de suspensões de exportações de carne

..
Por Ascom
| Atualizado em 19/09/2021 às 19h52

Exportações para a China, Rússia e Arábia Saudita foram afetadas enquanto o Mapa encaminha as informações necessárias às autoridades destes países para a retomada na normalidade dos embarques.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) disse em nota na quarta-feira (15) que não há previsão para o fim das suspensões das exportações de carne bovina brasileira impostas por alguns países compradores após a verificação dos casos atípicos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB).

Após a confirmação no início do mês de dois casos de EEB, conhecida como “mal da vaca louca”, em Mato Grosso e Minas Gerais, as exportações de carne bovina para a China foram suspensas temporariamente seguindo as regras do protocolo sanitário firmado com aquele país.

“A suspensão continua em vigor até que as autoridades chinesas concluam a avaliação das informações já repassadas pelo Brasil”, disse o Mapa em nota enviada à CarneTec.

Já a Arábia Saudita comunicou ao Mapa a suspensão das compras de carne bovina de cinco plantas frigoríficas de Minas Gerais a partir do dia 6 de setembro, também como consequência dos casos de EEB.

“A decisão daquele país foi comunicada ao Mapa pelo adido agrícola em Riade. Já foram encaminhadas informações técnicas sobre o caso para as autoridades sanitárias da Arábia Saudita.

Estão sendo realizadas reuniões, mas não há ainda previsão sobre a retirada das suspensões”, disse o Mapa. Já a Rússia suspendeu, na semana passada, a importação de produtos de algumas plantas brasileiras, as quais não foram divulgadas pelo Mapa.

O ministério disse que enviou informações técnicas às autoridades sanitárias da Rússia, solicitando que essas restrições temporárias não sejam impostas. (Ascom)

PUBLICIDADE

No data was found