quinta-feira, 30 de maio, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Publicidade

Motorista de aplicativo diz que idoso estava vivo no trajeto até o banco

“Ele chegou a segurar na porta do carro”, disse o motorista de aplicativo, em depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro
Por CORREIO BRASILIENSE
18/04/2024 às 15h00
| Atualizado em 18/04/2024 às 15h00
0001
Reprodução

O motorista de aplicativo que transportou a mulher suspeita de levar um idoso já morto para acessar um empréstimo de R$ 17 mil em um banco, na terça-feira (14/4), disse que Paulo Roberto Braga, 68 anos, estava vivo durante o trajeto. “Ele chegou a segurar na porta do carro”, disse o motorista, em depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro. As informações são do Uol.

Segundo ele, o idoso e a mulher não foram deixados na agência bancária, porque o acesso de veículos é proibido no local. Então, Erika pediu para que o motorista encerrasse a corrida em um shopping. Além disso, a mulher teria contado com a ajuda de outro homem para colocar Paulo no carro ao sair da casa dele, porque o idoso não caminhava.

Esse homem também foi ouvido pela polícia e confirmou que o idoso estava vivo quando foi colocado no carro. “Quando entrei na casa, Paulo estava deitado na cama. Peguei Paulo pelos braços com a ajuda de Erika, e o levei até dentro do carro. Consegui perceber que ele ainda respirava e tinha forças nas mão”, afirmou.

O que diz o laudo?

O laudo de necropsia realizado pelo Instituto Médico Legal conclui que Paulo Braga morreu entre 11h30 e 14h30 de terça-feira (16/4). A causa da morte foi broncoaspiração do conteúdo estomacal e falência cardíaca. 

O laudo aponta que não há elementos seguros para afirmar, do ponto de vista técnico e científico, se o idoso morreu no trajeto ou dentro da agência bancária, ou ainda se foi levado já cadáver ao local. No entanto, a análise indica que Paulo estaria “previamente doente, com necessidades de cuidados especiais”.

Investigação

A Polícia Civil do Rio de Janeiro não descarta a possibilidade de envolvimento de mais pessoas no caso. “Agentes realizam diligências para esclarecer os fatos e testemunhas serão ouvidas”, informou a corporação, em nota enviada ao Correio.

A suspeita é de que o idoso tenha morrido deitado, pois os livores, que são os acúmulos de sangue decorrentes da interrupção da circulação, se concentraram na região da nuca. Érika foi presa e autuada por tentativa de furto mediante fraude e vilipêndio a cadáver. 

Publicidade

Destaques

Outras Notícias
Frio não acabou! Temperaturas vão despencar nos próximos dias em Cuiabá
Outras Notícias
Mais de 46 mil estudantes da UFMT e do IFMT já foram afetados desde anúncio de greve
Política
Primeira-dama de Água Boa, Juliana Kolankiewicz é empossada Deputada Federal
Polícia
Motorista embriagado que atropelou e matou homem em rotatória em Água Boa é condenado a 14 anos de prisão
Canarana MT, Polícia
PJC identifica autores de furto a restaurante em Canarana
Outras Notícias
Inscrições para o Enem 2024 começam hoje

Publicidade

Notícias Relacionadas

BEBIDA

Destaque

Motorista embriagado que atropelou e matou homem em rotatória em Água Boa é condenado a 14 anos de prisão

29/05/24 10:32
24052024012819

Destaque

PJC identifica autores de furto a restaurante em Canarana

27/05/24 12:40
FOTO-VIDA-N

Destaque

Suspeito volta a invadir Casa Paroquial em Canarana pela segunda vez

27/05/24 11:55