domingo, 21 de julho, 2024

Logo Jornal Folha do Araguaia

Publicidade

Namorado é condenado a mais de 20 anos de prisão por matar diarista e esconder corpo dentro de cisterna

De acordo com a sentença, a pena de 20 anos e 9 meses de prisão deverá ser cumprida em regime fechado. Joaquim Francisco Bispo Filho também foi condenado a pagar R$ 50 mil a cada um dos três filhos da vítima.
Por G1 GO
05/10/2023 às 14h19
| Atualizado em 05/10/2023 às 14h30
2023100502293274be16979710d4c4e7c66478560884569145307861840152084

Joaquim Francisco Bispo Filho foi condenado a 20 anos e 9 meses de prisão em regime fechado por matar a namorada Luiza Helena Pereira. A sentença foi deferida por júri popular, nesta quinta-feira (5). O crime aconteceu em 2022 e, na época, o homem confessou que matou a mulher durante uma discussão por ciúmes. Ele escondeu o corpo da vítima em uma cisterna em Cristianópolis, no sudeste de Goiás.

A sentença também condenou Joaquim a pagar R$ 50 mil a cada um dos três filhos da vítima, a título de danos morais. O júri considerou que, por conta do crime, o homem deixou os órfãos “desprovidos de afeto maternal e auxílio material”.

Joaquim está preso desde o dia 15 de maio de 2022. O g1 tentou contato com a defesa dele nesta quinta-feira (5), mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem.

Relembre o crime

A diarista Luiza Helena Pereira desapareceu no dia 9 de maio de 2022, quando jantou com o companheiro na casa de um irmão em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Os parentes contaram que, naquela noite, o casal discutiu porque Luiza havia colocado uma senha no próprio celular e isso teria irritado o namorado.

Segundo a Polícia Civil, após ser preso, Joaquim confessou ter matado a vítima esganada durante uma crise de ciúmes. Após isso, disse à polícia que a namorada caiu no chão quando ele a soltou, mas ele acreditava que ela ainda estivesse viva, respirando e piscando, embora não falasse nada.

Na época, a delegada Luíza Veneranda explicou que Joaquim colocou Luíza em um carro e a levou até a chácara dele, em Cristianópolis. Lá, deu um banho nela, trocou a roupa, mas a vítima não apresentava qualquer sinal de reação. Ele, então, decidiu que a levaria a um hospital.

“Ele imaginou que ela tivesse só desmaiado. Ele pensou que poderia conversar com ela e pedir desculpas e, depois disso, eles reatariam ou terminariam. Ele disse que o objetivo nunca foi matar a mulher”, contou a delegada.

O homem disse à polícia que, no caminho ao hospital, parou o carro em um acostamento, foi a um posto de combustíveis, pegou gasolina e, ao voltar, percebeu que a namorada estava fria e sem respirar. Ele, então, voltou para a chácara e jogou o corpo em um buraco cavado em 2019 para fazer um poço artesiano.

De lá, fugiu para o Tocantins, onde tem família. Ele ficou dias escondido em matas da região até ser preso após investigações da Polícia Civil.

O corpo de Luíza só foi localizado depois que o namorado confessou o crime e levou as equipes ao buraco. Dias antes, a polícia e familiares da vítima já tinham ido à chácara fazer buscas e não tinham encontrado nada.

Publicidade

Destaques

Canarana MT, Polícia
Justiça em Canarana: Homem de 20 anos é indiciado por estupro e morte de bebê de sete meses
Polícia
Forças de segurança fazem trabalho minucioso para desvendar morte de filha de deputado, destaca secretário
Polícia
Ex-marido da filha do deputado Gilberto Cattani morta em MT se apresenta à polícia e é ouvido
Polícia
Polícia Militar frustra tentativa de homicídio e prende três pessoas em Barra do Garças
Outras Notícias
Workshop Produtor Rural do Sicoob debate futuro do agronegócio brasileiro
Canarana MT, Polícia
Acidente grave na MT-020 deixa vários feridos em Canarana

Publicidade

Notícias Relacionadas

fc28c31f5d4ea88420dc1a73f474e34d

Destaque

Justiça em Canarana: Homem de 20 anos é indiciado por estupro e morte de bebê de sete meses

19/07/24 18:49
19071749_WhatsApp_I

Destaque

Forças de segurança fazem trabalho minucioso para desvendar morte de filha de deputado, destaca secretário

19/07/24 16:48
19071156_62d145d2b1

Destaque

Ex-marido da filha do deputado Gilberto Cattani morta em MT se apresenta à polícia e é ouvido

19/07/24 16:38